Para este ano, a Abecip projeta mais um crescimento de 20% do SBPE, a R$ 69 bilhões. A perspectiva de que as contas públicas entrem nos eixos ajudou a derrubar os juros de longo prazo, medida importante para a composição das taxas imobiliárias nos bancos. Com a Selic [taxa básica de juros] baixa, vi que não havia previsão de elas subirem tão cedo e achei que era a hora de comprar”, disse. “A volta da confiança do consumidor é fundamental para uma aquisição de longo prazo como um imóvel”, disse Felipe Cunha, diretor de incorporação da Living, braço da Cyrela. Para este ano, a lei dos distratos ajuda bastante”, disse Milton Bigucci, presidente da MBigucci.

 

Fonte: www1.folha.uol.com.br